Close

04/02/2017

Burmilla, o inteligente e astuto

O gato Burmilla configura uma das mais novas raças de gato reconhecidas oficialmente por associações internacionais. Esta raça teve sua origem no cruzamento de um gato persa Chinchilla e um gato Burmês. Seu nome deriva da junção das nomenclaturas destas duas raças que o originaram: burmês + chinchilla

É uma raça oriunda da Grã-Bretanha, surgindo em 1981 durante o citado cruzamento. O Burmilla foi reconhecido pela Cat Association of Britain (Associação Britânica dos Gatos) em 1983, mas apenas em 1994, foi reconhecido pela FIFE (Fédération Internationale Féline).

Trata-se de um animal muito inteligente e astuto. Contrariando a fama de individualista do gato, o Burmilla é afetuoso e ligado ao dono. Saiba mais sobre este tão admirado felino.

Temperamento do Burmilla

Este gato é afetuoso e sociável. Tranquilo, adapta-se a apartamentos, casas, lojas e espaços menores. O Burmilla gosta de muita atenção e carinho. Além disso, principalmente quando filhote, este gatinho é cheio de energia e, mesmo adulto, gosta de brincadeiras. Pode-se dizer que ele é um eterno jovem, por causa de seu temperamento divertido.

Gatos desta raça adaptam-se ao convívio com outros animais, como cães, ou crianças sem maiores problemas. Se acostumados com esta variada convivência desde pequenos, como todos os animais, terão ainda mais facilidade. Por ser amistoso, comporta-se como um membro da família e gosta de ficar no meio das pessoas.

Ao contrário do que se pensa dos gatos, o Burmilla é apegado ao dono e gosta que o mesmo lhe dê muito afeto e acolhimento. Por ser brincalhão e gostar de correr atrás de objetos (podendo até pegá-los e trazer de volta ao dono) diz-se que seu comportamento lembra o de um cãozinho.

Características físicas e cuidados com o Burmilla

Os gatos desta raça têm musculatura forte bem desenvolvida e parecem gordinhos por causa de sua estrutura robusta aliada à densa pelagem. Possui um corpo proporcional e é um gato pesado para seu tamanho. Trata-se de um felino de médio porte.

Tem focinho largo e olhos grandes. Seu pelo é abundante, porém fino, o que dá um aspecto sedoso. O Burmilla é um gato do tipo “fofinho”. Sua cauda é grossa e peluda.

Suas cores podem variar do sombreado em tons de lilás, chocolate ou marrom. As fêmeas são, via de regra, menores que os machos. Seus olhos são amarelados e levemente puxados, lembrando traços orientais.

Este felino requer apenas cuidados simples e básicos. Para manter sua pelagem sempre brilhante e sedosa, recomenda-se escovação esporádica. Uma frequência ideal seria uma vez por semana. Seus pelos sofrem quedas, porém nada fora do comum. Se os pelos caírem demais ou ficarem muito opacos, é importante consultar um veterinário, pois estes podem ser sinal de problemas de saúde ou falta de vitaminas.

A limpeza das orelhas pode ser feita uma vez por mês. Conforme indicado com qualquer gato, é necessário verificar sempre as orelhas, que ficam propensas ao acúmulo de sujeira, o que pode prejudicar a audição. Para limpar, use cotonete e solução líquida própria para amolecer a cera. Se houver muita sujeira ou cheiro forte, procure um veterinário.

Sua saúde geralmente é boa, pois a raça é resistente. Há de se ter um pouco de atenção com possíveis problemas renais, pois, uma vez que este gato é descendente do Persa, ele pode ter herdado certa tendência a este tipo de doença.

Como todos os animais de estimação, é recomendável o cuidado com a alimentação e a observação de ganho de peso. Os donos devem verificar se o gatinho tem espaço para se movimentar ou se é permitido que ele saia do terreno de vez em quando (no caso de apartamentos com terraço).

Deve ser bem acompanhado também, o calendário de vacinação do animalzinho. Estes cuidados, aliados a muito amor e atenção, são essenciais não só ao gato Burmilla, mas também a todos os mascotes.

Fonte: adimaxpet.com

 

Comments on Burmilla, o inteligente e astuto