Close

30/01/2017

Siberiano, o Gato que veio do frio

O Gato Siberiano, também conhecido como Gato dos bosques da Sibéria é uma raça de gato criada de forma natural nos bosques da Rússia pelo cruzamento de gatos domésticos e de gatos selvagens. É um gato grande de pelo longo que se destaca sobre outras raças de gatos por seu caráter sociável. O Gato Siberiano é perfeito para as pessoas alérgicas que não querem renunciar a ter um animal desses, pois sua saliva tem menos quantidades da proteína Fel D1 que é a que costuma provocar alergias.

A sua saúde de ferro pode ter sido criada ao longo dos vários séculos que o gato siberiano teve de suportar os grandes frios da Sibéria, com temperaturas que em ocasiões alcançam os 30 graus abaixo de zero.

Nesta temperatura são capazes de suportá-la graças ao seu pêlo semi-comprido abundante. No verão é a época da muda desta raça e chegam a perder quase toda a sua pelagem, convertendo-se quase em gatos de pêlo curto.

Traços

Os gatos siberianos são geralmente gatos muito grandes, ainda que isso não quer dizer nem muito menos que sejam gatos gordos. São gatos com uma estrutura óssea muito grande. Os gatos machos podem pesar entre 6 e 10 quilos, enquanto as fémeas pesam entre 3,5 a 7 quilos.

O são grande tamanho também mostra a grande força que estes gatos possuem. As suas patas, potentes e musculadas, são de um tamanho médio. Os seus pés são grandes e arredondados e tem pelagem inclusive entre os dedos. Ainda que podem parecer gatos pesados estes possuem uma agilidade e velocidade própria da sua história de grande caçador.

Caráter

Como a maioria das raças domésticas grandes, o siberiano é um gato tranquilo e amigável, ainda que muito brincalhão e entusiasta. A inteligência é um dos seus pontos fortes. É um gato que disfruta participando nas nossas atividades, aprendendo com elas e que inclusive tentará imitá-las. São gatos que podemos falar-lhes para que entendam as coisas. Tanto é assim, que são capazes de entender que devem tomar medicamentos caso expliquemos bem.

São gatos familiares não suportam bem a solidão, pelo que é aconselhável não adotá-los se vão passar muitas horas sozinhos. Adoram brincar na água e inclusive até gostam de andar de carro. São tão curiosos que verás como disfrutam olhando pelas janelas.

A raça siberiana é muito moldável, pelo que se adaptará na perfeição aos seus donos. Tanto assim é que rapidamente imitará os seus hábitos e responderás às suas motivações. Por isso os seus donos deverão ter muito cuidado com o exemplo que dão. Por exemplo, se nos rirmos se o gato subir a cortina para matar uma mosca, ele poderá interpretar como algo positivo e terás de mudar de cortinas de 2 em 2 meses.

 

Fontes: wikipedia e gatosmania.com

Comments on Siberiano, o Gato que veio do frio